Melhores vitaminas para ajudar a emagrecer

Vitamina B12, vitamina C, magnésio, glucomanano e ferro são as melhores vitaminas para ajudar a emagrecer, participando direta ou indiretamente do processo de queima de gorduras, conhecido como lipólise.

Esses micronutrientes podem ser usados diariamente em conjunto de uma dieta hipocalórica e com a ajuda da atividade física, proporcionando resultados mais satisfatórios no emagrecimento.

Nossa equipe analisou as principais marcas de vitaminas e nutrientes que ajudam a emagrecer e escolhemos as 5 melhores opções. Agora você confere cada uma delas.

Renato Fernandes

Publicado e revisado pelo nutricionista Renato Fernandes, CRN9/22289.
Última atualização: 03/06/2024

Metodologia para avaliação

A equipe do Saúde Pulso testa pessoalmente cada produto apresentado em avaliações e guias. Fazemos aquisições de produtos de forma anônima e contamos com um grupo de analistas independentes. Assim, conseguimos obter experiências diretas e oferecer recomendações baseadas em dados reais. Saiba mais.

Melhores Whey para comprar em 2024

Escolha
do Editor

VitaminaB12Nutrify

Vitamina B12 
Nutrify

Melhor
custo-benefício

VitaminaCAceviton

Vitamina C
Aceviton

3ª Melhor
Vitamina

MagnesioVitafor

Magnésio
Vitafor

1. Vitamina B12

A vitamina B12 Nutrify auxilia na transformação de carboidratos e proteínas em energia. Com isso, o corpo aumenta o gasto energético de repouso e consequentemente a perda de peso torna-se mais fácil.

Prós

Contras

Informações nutricionais (porção de 0,6 gramas ou 1 cápsula)

  • Vitamina B12: 9,94 mcg

2. Vitamina C

A Vitamina C Aceviton auxilia no emagrecimento ao possibilitar a redução nos níveis de estresse e cortisol e por influenciar no aumento da produção de carnitina, um composto envolvido diretamente na produção de energia e na queima de gordura proveniente do tecido adiposo.

Prós

Contras

Informações nutricionais (porção de 2 comprimido)

  • Ácido ascórbico: 500 mg

3. Magnésio

Usar magnésio auxilia no emagrecimento indiretamente. Isso porque ele está envolvido na transformação de glicose em energia e no equilíbrio hormonal, fazendo com que o metabolismo fique acelerado. A recomendação da nossa equipe é o Magnésio Plus Vitafor, um dos mais prescritos por profissionais de saúde.

Prós

Contras

Informações nutricionais (porção de 2,46 gramas ou 3 cápsulas)

  • Magnésio: 350 mg
  • Vitamina B6: 1,7 mg

4. Glucomanan

O Glucomanan 1000 mg Dr Botânico é um polissacarídeo rico em fibras que quando consumido absorve a água do intestino, promovendo uma grande sensação de saciedade e reduzindo a absorção de carboidratos e colesterol, contribuindo para uma menor estocagem de gordura no corpo.

Prós

Contras

Informações nutricionais (porção de 2 cápsulas)

  • Glucomanano: 500 mg

5. Ferro

O Ferro Quelato Bisglicinato Lauton Nutrition auxilia no emagrecimento por otimizar o transporte de oxigênio para o corpo, elevando a taxa metabólica basal e fornecendo mais energia para as células sanguíneas. Além disso, ajuda na produção adequada de hormônios anabólicos como a insulina e hormônio do crescimento (GH).

Prós

Contras

Informações nutricionais (porção de 0,5 grama ou 1 comprimido)

  • Ferro: 34 mg

O que são vitaminas que auxiliam na perda de peso?

As vitaminas que auxiliam na perda de peso são micronutrientes que aumentam o gasto energético diário e aceleram a queima das reservas de gorduras no corpo. No geral, todas as vitaminas e minerais agem em conjunto na manutenção de um peso saudável.

Contudo, alguns nutrientes favorecem o ganho de peso quando se encontram insuficientes no organismo, resultando na desaceleração das vias metabólicas e na redução do estado de anabolismo. Vitamina C, B12, magnésio e ferro são alguns exemplos.

Como a deficiência de vitaminas pode afetar o metabolismo?

A deficiência de vitaminas faz com que os nutrientes principais (carboidratos, proteínas e gorduras) sejam menos absorvidos, prejudicando a produção de ATP nos processos metabólicos.

A falta de uma ou mais de uma vitamina, somada à ingestão excessiva de calorias, prejudica a capacidade do corpo em transformar os nutrientes em energia. Quando isso acontece, é necessário que eles sejam armazenados em algum lugar, em forma de tecido adiposo. É aí que o acúmulo de gordura acontece, resultando no ganho de peso.

Quais são as principais vitaminas que ajudam no emagrecimento?

As vitaminas do complexo B e a vitamina C são as principais opções para auxiliar no emagrecimento. Entre os minerais, os destaques são o magnésio e o ferro. Quando o assunto são as fibras, o glucomanano (fibra extraída das raízes de Konjac) apresenta-se como uma das opções mais eficientes.

Entretanto, é importante que você saiba que somente o uso como suplemento não faz milagre. Também é preciso estimular a queima de calorias e energia, através da atividade física ou por meio da ingestão de alimentos saudáveis e termogênicos, ricos em substâncias como a cafeína, creatina, albumina e outros.

Quais alimentos são ricos em vitaminas que promovem a perda de peso?

1. Vitamina C

  • Laranja: Rica em fibras e baixa em calorias.
  • Morangos: Baixos em calorias e ricos em antioxidantes.
  • Kiwi: Rico em fibras e ajuda na digestão.
  • Pimentão vermelho: Baixo em calorias e rico em fibras.
  • Brócolis: Alto teor de fibras e baixa caloria.
  • Couve de Bruxelas: Rico em fibras e nutrientes.
  • Mamão: Baixo em calorias e ajuda na digestão.
  • Abacaxi: Rico em enzimas que auxiliam na digestão.
  • Manga: Contém fibras e baixo teor calórico.
  • Tomate: Baixo em calorias e rico em água e fibras.

2. Vitamina B12

  • Salmão: Rico em proteínas e ômega-3.
  • Truta: Baixa em calorias e rica em proteínas.
  • Atum: Rico em proteínas e baixo em gorduras.
  • Iogurte grego: Rico em proteínas e baixo em gorduras.
  • Frango: Fonte magra de proteínas.
  • Carne magra de vaca: Rica em proteínas e nutrientes.
  • Ovos: Baixos em calorias e ricos em proteínas.
  • Queijo cottage: Rico em proteínas e baixo em calorias.
  • Sardinhas: Ricas em ômega-3 e proteínas.
  • Leite desnatado: Rico em proteínas e baixo em gorduras.

3. Ferro

  • Espinafre: Baixo em calorias e rico em fibras.
  • Lentilhas: Ricas em proteínas e fibras.
  • Quinoa: Rica em proteínas e fibras.
  • Feijão-preto: Rico em fibras e proteínas.
  • Grão-de-bico: Rico em proteínas e fibras.
  • Tofu: Baixo em calorias e rico em proteínas.
  • Sementes de abóbora: Ricas em ferro e fibras.
  • Cacau em pó: Rico em ferro e antioxidantes.
  • Acelga: Baixa em calorias e rica em fibras.
  • Carne magra de vaca: Rica em proteínas de alto valor biológico.
  • Peixes e aves: Fonte de ferro heme (mais biodisponível).

4. Magnésio

  • Espinafre: Rico em fibras e baixo em calorias.
  • Sementes de abóbora: Ricas em magnésio e outras vitaminas.
  • Amêndoas: Ricas em proteínas e gorduras saudáveis.
  • Abacate: Rico em gorduras saudáveis e fibras.
  • Banana: Rica em fibras e baixa em calorias.
  • Chocolate amargo: Rico em antioxidantes e magnésio de alta absorção.
  • Sementes de chia: Ricas em fibras e ômega-3.
  • Feijão-preto: Rico em proteínas e fibras.
  • Salmão: Rico em proteínas e ômega-3.
  • Iogurte grego: Rico em proteínas e baixo em calorias.

Leia também:

Suplementos vitamínicos são eficazes para auxiliar na perda de peso?

Sim, os suplementos vitamínicos auxiliam na perda de peso indiretamente ao corrigir deficiências nutricionais que afetam o metabolismo e a oferta de energia. Com isso, a deficiência de vitaminas e minerais prejudica o metabolismo basal e a eficiência na utilização de nutrientes.

No entanto, alguns suplementos vitamínicos podem melhorar a eficiência metabólica e corrigir deficiências nutricionais, mas não substituem a necessidade de um balanço energético negativo (consumir menos calorias do que se gasta) durante a perda de peso.

Existem riscos ao tomar suplementos vitamínicos para emagrecer?

Os riscos de tomar suplementos vitamínicos para emagrecer dizem respeito ao consumo exagerado e às dosagens inadequadas. O excesso de algumas vitaminas lipossolúveis, como vitamina A, D, E e K, por exemplo, traz toxicidade para o corpo.

Ao mesmo tempo, o abuso de minerais como ferro e magnésio causa hemocromatose (acúmulo de ferro nos órgãos principais) e hipermagnesemia, que pode provocar arritmia cardíaca e problemas renais.

Por fim, o abuso de fibras como o glucomanano aumenta as chances de constipação e desidratação, prejudicando o funcionamento intestinal. Todos esses riscos podem ser evitados com o uso consciente e supervisionado de cada um desses suplementos.

Como escolher o suplemento vitamínico certo para ajudar na perda de peso?

Para escolher o suplemento vitamínico certo para ajudar na perda de peso, você deve considerar pensar em alguns fatores. Primeiro, consulte um profissional de saúde para avaliar suas necessidades nutricionais individuais.

Opte por suplementos à base de vitaminas e minerais essenciais, como as vitaminas do complexo B, vitamina C, vitamina D, magnésio, ferro e cálcio, que apoiam o metabolismo e a produção de energia.

Verifique a qualidade do suplemento, preferindo marcas renomadas e produtos testados por profissionais. Por fim, considere os resultados dos exames de dosagem de vitaminas e minerais, dando preferência para o nutriente que obteve menor valor, sempre com a supervisão médica e nutricional.

Como e quando tomar vitaminas para auxiliar na perda de peso?

As vitaminas devem ser tomadas em horários estratégicos. Vitaminas que aumentam a energia e estimulam o gasto energético como as vitaminas do complexo B e vitamina C devem ser consumidas preferencialmente no desjejum, ou antes da atividade física.

Em contrapartida, as vitaminas lipossolúveis (A,D,E e K) precisam ser ingeridas junto de uma refeição que tenha uma fonte de gordura, como o almoço ou jantar. Tanto as cápsulas quanto os comprimidos devem ser consumidos junto de um copo d’água.

A exceção é a versão em gotas ou mastigável, que devem ser administradas embaixo da língua ou mascadas até serem diluídas por completo. O tempo médio para que as vitaminas para emagrecer dê resultados varia de pessoa para pessoa, mas é aconselhável usá-las por pelo menos 90 dias.

Referências bibliográficas