Hipercalórico: O que é, para que serve e benefícios

Os hipercalóricos são ricos em carboidratos de rápida absorção, proteínas de alto valor biológico e ácidos graxos insaturados.

Embora exista a crença de que tomar hipercalórico engorda atualmente, a maioria dos fabricantes reduziu a quantidade de gorduras nas fórmulas e aumentou a concentração proteica por porção.

Isso faz com que eles também possam ser usados por atletas e praticantes de atividade física intensa, auxiliando no aumento da massa muscular e na capacidade de força e resistência.

Pontos Principais

  • Os hipercalóricos são usados especialmente para ganhar peso ou massa muscular, prevenindo a desnutrição energético-proteica;
  • A prática de atividade física é fundamental para evitar que os hipercalóricos promovam o ganho de gordura abdominal, provocando aumento de peso não saudável;
  • Recomenda-se consumir 90 gramas de hipercalórico por dia, no entanto, as necessidades podem ser maiores ou menores dependendo da altura, peso atual e nível de atividade física.

O que é hipercalórico?

Hipercalórico é uma fórmula indicada para aumentar o consumo calórico diário em situações que necessitam de maior aporte energético, evitando a perda acentuada de peso e massa muscular.

Além de carboidratos, proteínas e gorduras, os hipercalóricos podem ter vitaminas e minerais, que são micronutrientes envolvidos na transformação dos alimentos em energia para as células dos músculos e tecidos do corpo.

Outra característica comum é que a maioria dos hipercalóricos pode conter outros suplementos na fórmula como Whey Protein, glutamina, creatina, albumina, colágeno entre outros.

Para que servem os hipercalóricos?

A principal função dos hipercalóricos é evitar deficiências nutricionais de macro e micronutrientes, que a longo prazo enfraquecem o sistema imunológico e podem causar magreza ou desnutrição severa.

O consumo insuficiente de proteínas e ácidos graxos saudáveis faz com que os músculos sejam usados como fonte de energia e compromete a produção adequada de hormônios, trazendo consequências negativas para a saúde.

Contudo, os hipercalóricos não servem apenas para ganhar peso ou evitar um rápido emagrecimento. Eles também podem ser usados para:

  • Ganhar massa muscular
  • Promover a recuperação pós-treino
  • Evitar o baixo peso corporal
  • Suplementar atletas com alto gasto energético
  • Melhorar o desempenho desportivo em esportes de resistência
  • Apoiar a recuperação de doenças
  • Aumentar o apetite em pessoas com distúrbios alimentares graves
  • Elevar o consumo energético diário de idosos com pouca capacidade de mastigação e deglutição
  • Facilitar a recuperação de cirurgias e doenças como o câncer
  • Complementar dietas vegetarianas ou veganas

Quais são os benefícios do hipercalórico?

BeneficiosHipercalorico

Os principais benefícios do hipercalórico são o ganho de massa e recuperação muscular, aumento da absorção dos aminoácidos, preservação do volume muscular, redução do estado catabólico, fornecimento adequado de proteínas de alta qualidade nutricional, aumento da performance desportiva, aumento do anabolismo, aumento de peso saudável e o fornecimento suficiente de aminoácidos essenciais para o corpo.

1. Ganho de massa e recuperação muscular

Fonte de proteínas variadas, o hipercalórico é rico em BCAAs e outros aminoácidos importantes na síntese proteica. Além de favorecer a reconstrução das fibras musculares, também reduz os danos causados pelo acúmulo de ácido lático, responsável pela dor e fadiga nos treinos.

2. Aumento na absorção de aminoácidos

Os hipercalóricos possuem carboidratos de rápida absorção como maltodextrina, dextrose e waxy maize que, conforme alguns estudos, estimulam a rápida absorção dos aminoácidos, o que é importante no processo de hipertrofia muscular.

3. Preservação do volume muscular

Já reparou que corredores e ciclistas costumam ter braços, pernas e panturrilhas mais finas em relação ao peitoral e abdômen? Isso acontece devido a intensa queima de energia nos músculos dessas regiões durante as atividades. O hipercalórico reduz este processo, preservando o volume muscular natural e aquele adquirido por meio dos treinos.

4. Redução do estado catabólico

O hipercalórico faz com que o estado de catabolismo (queima de nutrientes e hidrólise de moléculas para obtenção de energia) seja reduzido. Isso acontece porque ele fornece nutrientes na medida certa para atividades físicas intensas, evitando que o corpo tenha que usar as reservas de massa magra e glicogênio.

5. Fornecimento adequado de proteínas de alta qualidade nutricional

Grande parte dos fabricantes de hipercalóricos utilizam outros suplementos proteicos como Whey Protein e creatina para aumentar a qualidade nutricional desses suplementos. Essas proteínas destacam-se pelo grande valor biológico que possuem, fazendo toda diferença na capacidade física e resistência nos treinos, por exemplo.

6. Aumento da performance desportiva

Com nutrientes ofertados na medida certa, os hipercalóricos abrem caminho para o aumento da performance esportiva, já que reduzem a fadiga e exaustão física e reduzem a degradação de massa muscular nos momentos de maior estresse metabólico.

7. Aumento do anabolismo

A construção de novas moléculas ou estado de anabolismo só acontece quando o corpo recebe nutrientes adequados que estimulem a reconstrução muscular e o aumento das reservas de glicogênio. Nesse sentido, o hipercalórico destaca-se como um dos maiores aliados.

8. Ganho de peso saudável

Pessoas com metabolismo acelerado sofrem para ganhar peso e muitas vezes nem o aumento da ingestão de alimentos é suficiente. O hipercalórico conta com um bom aporte de calorias, proteínas e gorduras saudáveis, fundamentais para este objetivo.

9. Aporte suficiente de aminoácidos essenciais para o corpo

Os aminoácidos essenciais são aqueles que não podem ser produzidos pelo corpo naturalmente, devendo ser obtidos através da alimentação ou suplementação. Dessa forma, os hipercalóricos possuem os principais aminoácidos essenciais que precisamos, sendo uma forma prática de evitar a deficiência de alguns deles.

10. Prevenção da sarcopenia e desnutrição

Este benefício é fundamental para a população idosa ou entre aqueles que sofrem de distúrbios alimentares. Como essas populações têm maior dificuldade para se alimentar em grandes volumes, é necessário buscar alternativas que reduzam os agravos desses acontecimentos, com os hipercalóricos sendo fundamentais nestes casos.

Como o hipercalórico age no organismo?

O hipercalórico age aumentando a oferta de energia para as células e tecidos do corpo, fazendo com que eles recebam um aporte nutricional adequado e estoquem esses nutrientes em forma de reserva.

As reservas energéticas são importantes para evitar o rápido emagrecimento, sendo fundamentais nos momentos de vulnerabilidade como no adoecimento ou em alterações metabólicas e hormonais.

Como o hipercalórico é transformado em energia?

A digestão do hipercalórico começa no estômago, onde ele se mistura ao ácido gástrico e às enzimas digestivas para que eles possam quebrar as proteínas em peptídeos menores ou quebrar os carboidratos.

Em seguida, o conteúdo alimentar hidrolisado chega ao intestino delgado, local onde existe uma porção de enzimas produzidas pelo pâncreas e pela bile. As enzimas pancreáticas continuam a quebrar os carboidratos e proteínas enquanto as da bile, terminam de hidrolisar as gorduras do hipercalórico.

Os nutrientes completamente quebrados (aminoácidos, glicose, ácidos graxos e glicerol) são absorvidos pelas vilosidades intestinais, que os transportam até a corrente sanguínea.
Ao chegarem na corrente sanguínea, eles são levados para diferentes partes do corpo.

A glicose pode ser usada imediatamente para energia ou armazenada como glicogênio nos músculos e no fígado. Já os aminoácidos são levados às células para serem usados na síntese de novas proteínas, enquanto os ácidos graxos são armazenados ou usados como energia. Cada nutriente absorvido é utilizado conforme a necessidade do corpo.

Como e quando tomar hipercalórico?

O hipercalórico pode ser tomado em dois horários distintos: no café da manhã ou após os treinos. A ingestão matinal permite um aporte suficiente de calorias e nutrientes no decorrer do dia, enquanto o consumo no pós-treino repõe a energia gasta durante as atividades físicas.

A quantidade diária de hipercalórico depende das orientações nutricionais, mas é aconselhável tomar entre 50 a 100 gramas do suplemento por dia..

É possível tomar o hipercalórico somente por um período ou de forma contínua. A dosagem por tempo limitado é mais aplicada no tratamento de doenças ou até chegar ao peso normal, enquanto a suplementação contínua é feita por atletas ou pessoas com um metabolismo muito acelerado.

Quem deve e quem não deve tomar hipercalórico?

QuemDeveQuemNaoDeveTomarHipercalorico

O hipercalórico deve ser tomado principalmente por:

  • Pessoas com dificuldade para ganhar peso;
  • Atletas com alto gasto calórico;
  • Pacientes em recuperação de doenças;
  • Pessoas em tratamento de câncer e neoplasias;
  • Idosos com apetite reduzido;
  • Fisiculturistas durante a fase de bulking;
  • Pessoas com distúrbios alimentares;
  • Vegetarianos ou veganos que lutam para consumir calorias suficientes;
  • Pessoas com condições médicas que impedem a absorção adequada de nutrientes;
  • Trabalhadores com demandas físicas pesadas;
  • Pessoas que não conseguem consumir uma quantidade adequada de nutrientes devido a restrições de tempo ou acesso limitado a alimentos saudáveis.

Quem não deve fazer uso do hipercalórico

  • Pessoas com sobrepeso e obesidade;
  • Diabéticos;
  • Quem está em processo de emagrecimento;
  • Pacientes renais ou com alterações hepáticas;
  • Quem possui problemas cardíacos e endocrinológicos;
  • Sedentários.

O uso do suplemento por gestantes, lactantes, crianças e adolescentes deve ser feito com a supervisão e acompanhamento médico, respeitando as dosagens específicas para cada caso.

Recomendações e cuidados com o hipercalórico

O uso excessivo de hipercalóricos pode aumentar o ganho de massa adiposa (gordura) na região abdominal e na região da cintura, principalmente se for feito sem a prática de atividade física.

Prefira um hipercalórico que tenha maior quantidade de proteínas e carboidratos do que gorduras na composição. Marcas que possuem vitaminas e minerais são um diferencial, ao evitarem a perda de peso e a deficiência de micronutrientes ao mesmo tempo.

Os resultados de uso do hipercalórico dependem de vários fatores. Em alguns casos, eles podem ser percebidos em 2 semanas, enquanto algumas pessoas só irão ganhar massa muscular ou aumentar o peso em alguns meses.

O uso de hipercalóricos com outros suplementos proteicos como creatina, albumina ou caseína pode ser feito somente quando a ingestão alimentar está muito abaixo do ideal. Lembre-se que o hipercalórico também é fonte de proteínas.

Quando usado de forma segura e adequada, o hipercalórico é um suplemento eficiente e prático, sendo um grande aliado na prevenção da desnutrição e outras deficiências nutricionais.

Perguntas frequentes

Hipercalórico engorda quantos quilos?

Não existe um valor exato de quantos quilos é possível ganhar com o hipercalórico, pois o ganho de peso com a ajuda do suplemento depende da quantidade que você está usando e do total de calorias ingeridas através dos alimentos no dia a dia.

É possível emagrecer tomando hipercalórico?

Sim, mas esta é uma prática sem sentido, uma vez que o hipercalórico foi formulado exclusivamente para ganhar peso.

O que é melhor? Whey Protein concentrado ou hipercalórico?

Se você cogita ganhar somente massa muscular, o Whey Protein concentrado é a melhor opção. No entanto, se a intenção é ganhar massa muscular e aumentar a reserva de gordura subcutânea, prefira o hipercalórico.

Leia também: