Como é feito o Whey Protein?

O Whey Protein é feito a partir da coagulação do leite, processo que separa as proteínas do soro da caseína e do coágulo de gordura, formado durante a produção do queijo.

Em seguida, o líquido remanescente, que contém lactose, água, vitaminas e minerais, além das proteínas do soro, passa por alguns processos de filtragem para remover a lactose e outras substâncias indesejadas, isolando as proteínas.

Após serem isoladas, as proteínas são filtradas de várias formas, resultando em diferentes tipos de Whey Protein (concentrado, isolado e hidrolisado), que variam em termos de pureza e conteúdo proteico.

O Whey Protein é uma proteína de alto valor biológico. Devido a sua composição rica em aminoácidos essenciais e a sua rápida absorção pelo organismo, ele se tornou uma das principais escolhas para atletas e praticantes de atividades físicas que buscam uma recuperação muscular eficiente ou o aumento de massa magra.

Leia o artigo completo e saiba tudo sobre o processo de produção do Whey Protein.

Pontos principais

  • O Whey Protein é extraído do leite durante a fabricação de queijo;
  • Existem diferentes métodos de filtragem, como a microfiltração e a ultrafiltração;
  • O Whey Protein é transformado em pó e para facilitar a digestão.

Qual é o processo de fabricação do Whey Protein?

ProcessoDeFabricacao

O processo de fabricação do Whey Protein passa pela coleta e processamento do leite, separação do soro do leite da caseína, filtragem e purificação, secagem e embalagem.0

1. Coleta e processamento do leite

Inicialmente, o leite de alta qualidade (Tipo A) é coletado e submetido a processos de pasteurização, eliminando microrganismos invisíveis a olho nu e garantindo a segurança alimentar. A pasteurização também é vital para manter a integridade das proteínas do leite, incluindo a caseína e o soro, sendo este o Whey Protein em sua forma natural.

2. Separação do soro e da caseína

Após a pasteurização, o leite é submetido à coagulação, processo usado na fabricação de queijo que resulta em uma mistura de soro e caseína. Nesta etapa, a microfiltração acontece, separando o soro da caseína. Em outras palavras, o soro é a parte líquida, enquanto a caseína é a base para a produção dos queijos.

3. Filtragem e purificação

Na etapa de purificação, o soro separado é filtrado e isolado por meio de métodos como a troca iônica ou a filtração por fluxo cruzado, usadas para remover gorduras, lactose e outros componentes. Como resultado, obtemos a proteína concentrada de soro de leite, que é mais pura e rica em proteínas. Quanto maior o número de vezes que o soro é filtrado, melhor será a qualidade do Whey Protein e maior será a quantidade de proteínas.

4. Secagem e embalagem

Finalmente, o soro líquido rico em proteínas passa por um processo de secagem, geralmente por spray drying, técnica que transforma o soro em um pó fino. Feito isso, o Whey Protein é embalado e comercializado como suplemento.

Quais são os tipos de Whey Protein?

Existem 3 principais tipos de Whey Protein:

1. Whey Protein Concentrado

É a forma menos processada de Whey Protein e por isso mantém maior quantidade de gordura e lactose. Com uma concentração de proteína que varia entre 40% a 80%, é uma boa opção de custo-benefício, mantendo muitos dos benefícios nutricionais do soro do leite, incluindo a presença de aminoácidos essenciais para a recuperação e construção das proteínas musculares.

2. Whey Protein Isolado

O Whey Protein isolado passa por um processo de filtragem adicional, reduzindo significativamente a quantidade de lactose, gordura e carboidratos. A concentração de proteínas pode superar 90% da composição, tornando-o uma escolha de qualidade superior ao concentrado, indicado principalmente para quem busca uma alta quantidade de proteínas, possui intolerância à lactose ou está em uma dieta restritiva.

3. Whey Protein Hidrolisado

O Whey Protein Hidrolisado é produzido por meio de uma hidrólise enzimática, que pré-digere a proteína, facilitando e acelerando sua absorção pelo corpo. Esse tipo é o mais puro e possui um valor biológico muito alto, sendo recomendado para atletas que necessitam de uma rápida recuperação muscular. Por ser o mais processado, tem um preço mais elevado em comparação aos demais tipos.

Quais são os benefícios do Whey Protein?

BeneficiosDoWheyProtein

Os principais benefícios do Whey Protein são a construção de massa muscular, o estímulo da recuperação muscular e a melhoria da composição corporal. Sua alta quantia de aminoácidos essenciais, aqueles que o corpo não produz naturalmente, fazem do suplemento um aliado importante.

  1. Ganho de massa muscular: o Whey Protein fornece todos os blocos construtores de proteínas necessários para a hipertrofia a partir de aminoácidos como triptofano, valina, metionina, arginina e outros;
  2. Recuperação muscular: após os exercícios, a proteína do soro de leite acelera a recuperação dos tecidos musculares, reduzindo o tempo necessário para a reparação dos músculos e combatendo a exaustão física;
  3. Síntese proteica: a suplementação com Whey Protein melhora a composição corporal de indivíduos que realizam treinos de força, reduzindo a quantidade de gordura corporal por meio da síntese de massa magra, formada por água e músculos;
  4. Controle de peso: a ingestão de mais proteínas auxilia na sensação de saciedade, reduzindo o total de calorias na alimentação, uma das principais estratégias no processo de emagrecimento;
  5. Fortalecimento do sistema osteomuscular: rico em cálcio e vitamina D, o Whey Protein aumenta a densidade mineral óssea e preserva as funções reguladoras do sódio e potássio, envolvidos nas contrações musculares;
  6. Equilíbrio do sistema imunológico: graças à presença de compostos bioativos, como as imunoglobulinas e as lactoferrinas, é possível melhorar ou estimular as funções imunológicas do corpo.

Considerações finais

O Whey Protein é fabricado a partir de etapas como a pasteurização, coagulação, filtragem, purificação e secagem do soro de leite, processos complexos que justificam a valorização da substância como suplemento.

Enquanto o Whey concentrado é mais indicado para aqueles que possuem dificuldade para ganhar massa magra ou peso, as versões isolada e hidrolisada são ideais para quem tem uma rotina de treinos mais pesada e constante, pois eles têm uma absorção mais rápida e menos gorduras na fórmula.

De forma geral, o suplemento tem todos os aminoácidos essenciais, sendo particularmente rico em leucina, que desempenha um papel central na síntese de proteínas musculares.

O uso de Whey Protein é uma forma saudável para complementar a dieta, mas não deve ser visto como substituto de refeições. Para a utilização segura e eficaz, é importante a orientação nutricional.

Perguntas frequentes

Como é a fabricação do Whey Protein?

A fabricação do Whey Protein começa pelo processo de coagulação do leite, que separa o soro da caseína durante a produção de queijo. Esse soro é filtrado e purificado, para remover gorduras e carboidratos, resultando em uma concentração maior de proteínas. Posteriormente, ele passa por um processo de secagem, que transforma o líquido em pó.

Quais são os ingredientes do Whey Protein?

Os ingredientes principais do Whey Protein são derivados do soro do leite, que contém uma alta concentração de proteínas de alto valor biológico, incluindo todos os aminoácidos essenciais. Aditivos como emulsificantes, aromatizantes e, em alguns casos, adoçantes, podem ser adicionados para melhorar o sabor e a solubilidade do produto.

Whey Protein tem efeitos colaterais?

O consumo de Whey Protein é considerado seguro para a maioria das pessoas, quando ingerido como parte de uma dieta equilibrada. No entanto, pode causar efeitos colaterais em indivíduos com intolerância à lactose ou alergia às proteínas do leite. Outros possíveis efeitos colaterais incluem desconforto gastrointestinal, inchaço, gases, acne e diarreia.

Qual é a melhor hora para tomar Whey Protein?

A melhor hora para tomar Whey Protein é 30 minutos após o treino, momento em que nosso corpo abre uma “janela metabólica” importante para a absorção de nutrientes.